terça-feira, 19 de maio de 2009

As convocatórias da Mannschaft


A selecção alemã, treinada por Joachim Low, fulano moreno e pouco germânico, tem uma interessante forma de convocar jogadores não teutónicos.

Não existe muita polémica em volta do assunto. Convoca-se e ponto final. Não há fóruns de discussão ou opinião pública.

Agora, nesta última chamada, foi a vez de Cacau, avançado brasileiro de 28 anos do Estugarda. E é no sector atacante que a Alemanha gosta de não ter alemães. Podolski e Klose são polacos. Kuranyi não tem país. Asamoah (na foto) é ganês. Possuem um extremo direito, actualmente no Bétis, de nome Odonkor. Também este muito alemão. Existem ainda alguns turcos, mas não me recordo dos seus nomes próprios.

Em jeito de conclusão, penso ser esta a forma de pensar dos responsáveis da federação alemã de futebol (ler em português, com sotaque alemão e voz grossa):

"Para afastarmos, de forma definitiva, a imagem de povo racista e xenófobo, vamos convocar todos aqueles que, em tempos, eram pessoas a evitar: judeus (em forma de polacos), pretos (com o Gana como principal ponto de recrutamento), os turcos (não gostamos deles, mas são esforçados) e os brasileiros (para darem aquele toque açucarado à coisa)".

É a minha opinião. Uma óptima tarde para vós.

AD

3 comentários:

Anónimo disse...

nem todos os polacos são judeus...

BM disse...

Amigo anónimo,
Os turcos também não são todos trabalhadores.
Nem os brasileiros têm todos jinga.
Já no Gana, não sei, mas calculo que a grande maioria seja preta.
BM

Danyro disse...

Olá bom dia sou administrador dum blog sobre o fc porto em http://dragaomadeirense.blogspot.com e queria saber da possibilidade de fazermos parceira e publicidade.
Que achas da proposta?
Cumprimentos
danyro